Um livro forjado no inferno

Steven Nadler


O Tratado teológico-político, que Baruch de Espinosa publicou em 1670, chegou a ser considerado por seus contemporâneos o livro mais perigoso até então escrito. Em uma das contestações iniciais à obra, o teólogo alemão Jakob Thomasius chamou-a de "documento ímpio" e recomendou que fosse proscrita em todos os países. Leitor de primeira hora do Tratado, Thomas Hob­bes considerou que ele mesmo não se atrevera a escrever com tanta ousadia.

Censurado nos Países Baixos pouco após a sua publicação e incluído, em 1679, no Índice de Livros Proibidos da Igreja Católica, o Tratado entrou para o rol da literatura clandestina. Suas reflexões, porém, influenciariam decisivamente revolucionários na Grã-Bretanha, nos Estados Unidos e na França, em luta por Estados seculares e tolerantes.

Em Um livro forjado no inferno, o professor de filosofia Steven Nadler, biógrafo de Espinosa e um de seus principais especialistas, reconstitui o contexto histórico da publicação do Tratado e analisa cada uma das ideias que escandalizaram a Europa.

Entre elas, a afirmação feita pelo filósofo - pela primeira vez na história, de acordo com Nadler - de que a Bíblia era apenas uma obra humana e não poderia ser considerada literalmente a palavra de Deus.

Baruch de Espinosa foi ainda mais longe: sustentou que a ocorrência de milagres é impossível, contestou as revelações dos profetas bíblicos e argumentou que a "religião verdadeira" não deveria ser associada a cerimônias e dogmas.

Em nome de uma vida política conduzida pela razão, defendeu que os indivíduos fossem autorizados a crer no que quisessem e desaconselhou que autoridades eclesiásticas participassem das decisões do Estado. Para o filósofo, ingerências religiosas produziriam ameaças à prosperidade das nações, bem como ao progresso da filosofia e da ciência.

Um livro forjado no inferno - Capa
  • Título original: A Book
    Forged in Hell
  • Tradução: Alexandre Morales
  • Capa: Marcia Pastore
  • Páginas: 344
  • Formato: 16 cm x 23 cm
  • Acabamento: brochura
  • Área: filosofia, política, religião
  • ISBN: 978-85-65339-14-8
  • Disponibilidade: 06/05/2013

O autor

  • Steven Nadler
    Foto: Divulgação

    Steven Nadler é professor de filosofia da Universidade de Wisconsin-Madison (EUA). Seu livro Spinoza: A Life (Cambridge University Press, 1999) ganhou o Koret Jewish Book Award. Com Rembrandt"s Jews (Chicago University Press, 2003), foi finalista do prêmio Pulitzer de não ficção. Publicou ainda, entre outros, Spinoza"s Ethics: An Introduction (Cambridge 
University Press, 2006) e The Best of All Possible Worlds: A Story of Philosophers, God, and Evil in the Age of Reason (Princeton 
University Press, 2010).

À venda nas livrarias. Caso tenha alguma dificuldade em encontrar nossos livros, envie um e-mail para vendas@publifolha.com.br.